Arco Vertical: Um sonho tornado realidade

Soraia Pereira, CEO Arco Vertical

 

A arquiteta Soraia Pereira, conta como o seu percurso profissional foi marcado por altos e baixos até que conseguiu alcançar o sucesso fundando, juntamente com o pai, a Arco Vertical.

Escolher o caminho a seguir parecia ser uma decisão impossível de tomar pela arquiteta. Apesar do gosto pelas artes ter sido sempre intrínseco e presente, por exemplo, nas pinturas que faz desde tenra idade nos tempos livres, apaixonou-se por Design da Comunicação e foi sobre este curso que caiu, inicialmente, a sua escolha aquando da entrada no mundo académico, deixando a ideia inicial da medicina de parte. Já tinha sido admitida em praticamente todas as universidades mais prestigiadas da cidade do Porto quando, na segunda fase, surpreendeu a família com a decisão radical de mudar para o ramo da arquitetura.

Obras – Arco Vertical

 

A paixão pela arquitetura e a ligação ao cinema

 A infância de Soraia Pereira foi passada, sobretudo, com a progenitora que sempre teve o sonho de ser arquiteta, acabando por incutir nela o mesmo desejo. Durante esse período, viam muitos filmes juntas e apaixonava-a a “sensação utópica da construção de mundos e a forma de fazer as cidades”, explica. Nos filmes futurísticos que viam, por exemplo, Soraia Pereira recorda que admirava a forma como tudo era feito, aproveitando para questionar “quem é que cria o mundo, o espaço e as cidades? São os arquitetos. Eles é que têm a capacidade de planear tudo”. Talvez fosse esse o motivo da arquiteta fazer a pós-graduação em cinematografia pois, para ela, estes são dois mundos que se encontram interligados.  Além disso, desde que se lembra, Soraia sempre teve a predisposição para ajudar o outro, relembrando que nasceu na época do massacre de Timor Leste e assistiu a toda a destruição provocada pelo mesmo, chegando, inclusive, a pensar: “nós temos que dar condições a estas pessoas, criar cidades e infraestruturas para elas”. Para a arquiteta a verdadeira essência da arquitetura não se resume a criar, é necessário “ir à raiz e estudar as vivências”, explica.

 

 

Fazer das fraquezas forças

O pai de Soraia Pereira trabalhava numa empresa de construção civil há mais de 20 anos. Devido a um acidente grave de trabalho e face à crise económica que Portugal atravessava na altura, este foi despedido e a firma declarou insolvência. Nessa altura, Soraia teve que ir trabalhar para lojas de retalho para conseguir pagar os estudos e lembra-se de ver o pai preocupado com o futuro da família pois, naquele momento, encontrava-se sem rumo, tinha dedicado a vida inteira àquela atividade. É desta forma que Soraia, juntamente com a mãe e o irmão, incentivam o pai a iniciar o seu próprio negócio e, em conjunto, personificando a coragem de arriscar e com a ajuda e o incentivo dos restantes familiares, decidem fundar, em setembro de 2012, a Arco Vertical. “Nós abrimos a empresa com cerca de 500 euros cada um, era o que tínhamos”, revela. Este “tiro no escuro” acabou por se revelar uma escolha certeira pois uma empresa que começou com dois funcionários, conta hoje com mais de 20 homens que Soraia tem de liderar e que disponibilizam serviços de Construção Civil que vão desde a carpintaria, à eletricidade e à serralharia. O sucesso é visível também nas obras que têm em mãos como é o caso de um hostel em Santa Catarina, um airbnb de cinco pisos no bairro de Lóios, uma reabilitação familiar em Salgueiros, entre outros. Referindo-se ao caminho percorrido pela Arco Vertical até aos dias de hoje, Soraia afirma que “são 10 anos de muitos altos e baixos em que é preciso ter muita força de vontade e não perder o foco”, destacando o papel da equipa e, sobretudo do pai e do irmão Rafael, que têm sido fundamentais para o sucesso. “Querermos sempre mais sem nunca esquecer de onde viemos e quem somos”, afirma. Além disso, é importante destacar que este trabalho que, geralmente, é associado aos homens, é um estigma que devia ficar no passado dado que existem cada vez mais mulheres líderes no que respeita à construção e Soraia é a prova viva disso mesmo.

Contacts:
Posted by: AdminPEDteste on