Atlantik Fish: uma aquacultura sustentável e inteligente

Os peixes da Atlantik Fish são criados em ambiente natural, na Reserva de Castro Marim e destacam-se pela sua excelente qualidade. Quem nos conta é André Lima Cabrita, o responsável pela empresa.

Em que momento emergiu a Atlantik Fish? Como é que é o dia-a-dia dos trabalhadores?

A Atlantik Fish foi constituída em 2008, quando surgiu a oportunidade de adquirir a instalação aquícola na reserva Natural do sapal de Castro Marim.  Alguns anos mais tarde, reconvertemos as instalações para seguir um modelo de aquacultura mais ecológico e tradicional, que sabemos ter influência direta na qualidade do peixe.

O nosso dia começa a contactar os clientes para saber quais são as necessidades diárias, uma vez que apenas pescamos a quantidade que é necessária para dar resposta às encomendas.  A pesca é efetuada nas primeiras horas da manhã, utilizando uma embarcação equipada com uma rede de pesca tradicional para fazer o cerco aos peixes. Assim que é pescado, o peixe é colocado o mais rapidamente possível em água fria. Depois, segue para a sala de embalamento, onde é pesado, separado, embalado e acondicionado na câmara frigorífica até ao momento de recolha dos clientes.

Atlantik Fish, foto aérea
Atlantik Fish, foto aérea

O vosso modelo de produção é inspirado nas aquaculturas tradicionais e não tem qualquer tipo de repercussões na pegada ecológica. Explique-nos melhor de que forma é feita este processo.

O nosso regime de produção é realizado em ambiente natural, em plena Reserva Natural do Sapal de Castro Marim. É um modelo mais ecológico, inspirado nas aquaculturas tradicionais, pois a renovação da água dos tanques é feita através da energia das marés.  Também a forma como os peixes são criados permite a redução da nossa pegada ecológica: os peixes crescem num ambiente natural e existe um número reduzido de peixes por tanque, o que lhes permite ter espaço para nadar, descansar e alimentar livremente.
Ao contrário do que se passa num sistema de produção intensiva em que a alimentação é feita exclusivamente à base de rações, a dieta alimentar dos nossos peixes é complementada com alimento que entra com a água das marés e que também cresce naturalmente nos tanques como, por exemplo, camarões, algas, bivalves, entre outros.  Todo este processo acontece sem interferência humana, sempre em prol da frescura e qualidade do pescado.

Tanque - Atlantik Fish
Tanque – Atlantik Fish

A Atlantik Fish é um dos sócios fundadores do S2AQUA- Laboratório Colaborativo, Associação para uma Aquacultura Sustentável e Inteligente. Qual é, para vocês, a importância da participação neste projeto?
O S2AQUAcoLAB é um projeto liderado pelo IPMA que reúne a participação de diversas instituições do sistema de I&D, várias empresas e uma cooperativa do setor da aquacultura. O principal objetivo é a realização de atividades de I&D, com vista à inovação para uma aquacultura sustentável e inteligente.

Para nós, é importante participar neste projeto, pois acreditamos que terá um grande contributo para reforçar a indústria da aquacultura enquanto setor estratégico na sustentabilidade da economia e segurança alimentar em Portugal.

A Atlantik Fish foi considerada uma das “TOP 5% Melhores PME de Portugal”. Que comentário lhe merece este prémio? Que fatores considera que estiveram na sua origem?

O Top 5% Melhores PME de Portugal é um reconhecimento de desempenho e solidez financeira. Os indicadores considerados para atribuição deste prémio não incidem diretamente no volume de faturação, e sim numa análise à performance da empresa comparada com outras pequenas e médias empresas nacionais.

Acredito que a nossa capacidade de gerar resultados e ter solidez financeira se encontra intimamente relacionada com o nosso modelo de produção do pescado, que tem vindo gradualmente a merecer a preferência dos nossos clientes e, assim, diferenciar-nos positivamente de outras empresas do setor.

Contacts:
Posted by: AdminPEDteste on