Grupo Aqualgar: a tratar água desde 2009

O Grupo Aqualgar e o seu CEO Daniel Silva são como duas gotas de água. São feitos da mesma matéria, que também é partilhada por Salomé Luz. Juntos, são a alma do seu grupo empresarial, cuja fluidez brota do que consideram ser o foco principal: a investigação e desenvolvimento na criação de soluções mais eficazes e rentáveis no tratamento e gestão de águas.

Fundada em 2009, a Aqualgar começou por ter uma génese familiar: composta ao início apenas por Daniel Silva com a ajuda do seu sogro. Demorou apenas três anos a conseguir ter uma estrutura empresarial e, hoje em dia, tem quase 20 colaboradores. Daniel Silva, formado em Engenharia Industrial, com uma vasta experiência na área de manutenção e serviços, resolveu deixar o “conforto” do salário certo para criar uma empresa que respondesse às necessidades do mercado algarvio na área de tratamento de águas. Ao início, era o tratamento de águas a sua área de atuação, mas depois de se aliar à esposa, o objetivo tornou-se mais ambicioso: serem uma referência no tratamento de água de acordo com o seu slogan “All About Water”. Algo que, confirma o próprio, “é inerente à minha maneira de ser e de estar.” Agora, o Grupo Aqualgar opera no tratamento de água potável e de piscinas através da disponibilização de produtos e equipamentos de marcas próprias, assim como das prestigiadas marcas que representam, sendo inclusivamente certificados em ambiente e qualidade.

Ainda assim, essa é apenas a superfície. Mergulhando mais fundo, percebe-se a transparência da sua existência quando demonstram, como fazem questão, que o tratamento das águas seja feito dentro duma lógica de economia circular. Este facto torna-se óbvio quando, durante a nossa visita, assistimos quer à reutilização do vasilhame, quer até mesmo à criação de uma 2ª vida para as barricas cujo prazo de utilização já expirou, entregando-as após serem descontaminadas a uma Instituição de Solidariedade Social Local, que utiliza estes recipientes para recolha de caricas e tampas de plástico nos cafés e restaurantes da região.

Dentro dessa lógica e ao alcance do que é exequível, as matérias-primas são adquiridas o mais próximo possível (no mercado nacional, ibérico e europeu), e é o próprio Grupo Aqualgar que faz questão de desenvolver formulações próprias fazendo a otimização das mesmas para que sejam as soluções ideais para cada cliente. É, sobretudo, nesta componente que o grupo algarvio se destaca, ao fornecer respostas personalizadas que surgem, não só da sua pesquisa, mas também da compreensão da realidade local, da preocupação com a pegada ecológica, assim como com a rentabilidade económica.

O conhecimento técnico existente no Grupo Aqualgar que é partilhado aos seus clientes para, em conjunto, encontrarem a solução mais eficiente para tratar as suas águas, resulta numa maior proximidade com cada cliente.

Grande parte da responsabilidade e do mérito, nasce das suas soluções do Departamento de Investigação e Desenvolvimento, inserida na empresa do grupo denominada Growing Particle (GP). A GP assenta nas capazes braçadas de uma das suas colaboradoras, uma Mestre em Biotecnologia que faz parte dos seus quadros.

Esta empresa procura influenciar positivamente o meio onde desenvolve a sua atividade, criando produtos e serviços para o tratamento de água e limpeza que contribuam para um ambiente mais limpo. Essa meta é atingida através de processos seguros, apoiando os seus clientes na escolha de produtos e soluções inovadoras, geradoras de valor para toda a comunidade envolvida.

É no seu laboratório que as formulações são aprimoradas e onde se tornam mais eficientes, auxiliando assim os clientes a aplicá-las em consonância com o que são as suas reais necessidades. Tal deriva do facto de, explica Daniel, “haver muito a prática de matar uma formiga com um canhão”. Ou seja, a norma no mercado tende a ser a de utilizar fórmulas padrão que, muitas vezes, são excessivas para a real necessidade do cliente, o que acaba por pesar na carteira, no ambiente e mesmo na qualidade do serviço. É por isso, ponto assente no Grupo Aqualgar que, uma das formas de lutar contra essa corrente, seja potenciar as fórmulas que eles próprios desenvolvem no laboratório, sempre que possível. Quando tal não é passível de acontecer, tentam estabelecer parcerias com as próprias marcas fornecedoras, na busca de alcançar soluções mais integradas e mais rentáveis. Isto porque é filosofia da empresa ver para além do mero aspecto económico da operação e considerar os impactos a médio e longo prazo na ecologia, dado que é imperativo ter sempre presente que águas como as das piscinas privadas, acabam por ter de ser descarregadas. Portanto, quanto menos produtos contiverem, mais inofensivas serão as descargas e maior será a capacidade de diluição das águas que receberem essas descargas.

Para 2022, o Grupo Aqualgar planeia abrir as comportas e desaguar numa expansão nacional, criando um ponto de apoio na zona centro do país – provavelmente em Lisboa – dada a elevada concentração de pessoas e piscinas. Paralelamente, as exportações são sempre algo que está na carta marítima do grupo, pois sabem que a sua mais-valia – as soluções eficazes e mais sustentáveis que desenvolvem – são uma característica que será apreciada noutros países além do nosso.

Também em 2022, a empresa tem disponível uma linha de bombas de calor de marca própria, mais eficientes e de gasto reduzido. Essas bombas são munidas de wi-fi, a fim de permitir o controlo da temperatura e gestão do equipamento com maior facilidade.

Está no ADN da Aqualgar acrescentar valor a marcas e empresas, assim como o investimento em sinergias tanto ascendentes como descendentes, tanto com fornecedores, como com clientes. Porque o Grupo Aqualgar sabe que, uma empresa sozinha pode ser apenas uma gota de água no oceano, mas com boas parcerias já cria uma maré.

Contacts:
Posted by: AdminPEDteste on