OPFC: Marcar pela diferença

A OPFC tem primado não só pelo tratamento personalizado que faz aos seus pacientes, bem como pela mais recente aposta na consulta do sono, sendo a sua privação um problema que afeta muitos portugueses. Augusto Santos Costa, o Co-Founder, revela os motivos que fazem desta, uma clínica ímpar no que diz respeito aos cuidados de saúde.

Descreva o seu percurso profissional e conte-nos o que o levou a alavancar este projeto: a OPFC – Clínica Médica do Porto, enquanto Co-Founder.
Iniciei o meu percurso profissional na indústria farmacêutica em 2008, logo após terminar o mestrado. Este início dá-se numa empresa nacional, com fábrica própria e onde se investiga, desenvolve e produz praticamente todos os tipos de formas farmacêuticas. Aí consegui que o conhecimento teórico adquirido pudesse ser transposto integralmente para a prática, presenciando e colaborando diariamente para o desenvolvimento e produção de medicamentos e outros produtos de saúde. Entretanto, abracei o desafio de suportar a indústria farmacêutica no que toca à regulamentação inerente aos produtos farmacêuticos e que permitem que os mesmos estejam no mercado em cumprimento dos vários diplomas legais. Uma vez mais numa empresa portuguesa, de consultoria farmacêutica, fiz um percurso de dez anos que culminou com a assunção do cargo de diretor geral.
Durante esse período acabei por olhar para a área da gestão como o meu grande objetivo profissional, em busca de uma melhor forma de gerir o acesso à saúde dos cidadãos, mas nunca descorando a vertente técnica e científica, fundamental para a diferenciação dos demais gestores que se encontram, por vezes, no setor e que poucos compromissos com os valores da saúde têm. Concluí, nesse período, uma pós-graduação em Gestão de Projetos e um Executive Master em Gestão com especialização em Desenvolvimento de Liderança.
Em 2017 assumi a Direção Técnica da empresa farmacêutica da qual hoje faço parte enquanto colaborador e membro da administração (BIOJAM, SA) e com quem, em 2020, decidi implementar um projeto mais abrangente. Assim surge a ALMGENE PHARMA que aposta em três grandes áreas de negócio ligadas à saúde (a OPFC na área dos serviços médicos, a HASC na prestação de serviços de consultoria ao setor da saúde e a OKPharma destinada à venda a retalho de produtos de saúde).
A OPFC é a área de negócio com maior investimento e à qual temos dedicado o nosso maior esforço desde a sua criação, pois sentimos que é importante fazer diferente daquilo que se tem feito no setor público e privado da prestação de cuidados de saúde em Portugal, fugindo à padronização no diagnóstico e tratamento. Assim, acreditamos que tratar bem os nossos doentes, de uma forma personalizada e diferenciada, com abordagens e tratamentos inovadores e contando com equipas multidisciplinares onde a experiência e competência aliada à juventude e profissionalismo constituem o caminho onde doentes, clínicos e entidade prestadora de saúde, seguem lado a lado como parceiros e com o mesmo fim, contribuir para a qualidade de vida de todos.

Que motivações estiveram na origem da mudança de instalações?
Com a certeza de que podemos fazer diferente dos demais e com mais valências associadas a integrarem a OPFC que não eram física e tecnicamente possíveis de coexistirem nas anteriores instalações, tivemos de procurar um espaço maior, mais acessível e que respondesse, não só ao que acreditamos que os nossos doentes procuram quando apostam na OPFC como o seu parceiro de cuidados de saúde, mas também que pudesse orgulhar diariamente todos aqueles que fazem parte da nossa estrutura e, igualmente, os nossos parceiros que desde o primeiro momento disseram “sim” a este projeto.

Podemos afirmar que o principal propósito da OPFC é estar mais próxima dos seus pacientes, fazendo um tratamento personalizado a cada um deles?
Um dos nossos principais propósitos é a proximidade com todos os utentes, seja dentro das nossas instalações, seja por intermédio da deslocação das nossas equipas aos seus domicílios. Orgulhamo-nos de conhecer e tratar cada doente pelo nome, bem como os seus familiares e isso só se consegue através da proximidade criada.
Além disso, acreditamos que é fundamental que todas as consultas, diagnósticos e tratamentos realizados na OPFC sejam personalizados pois “cada caso, é um caso”.

Equipa OPFC

Que especialidades podem ser encontradas na OPFC?
Atualmente podem encontrar um vasto leque de serviços de especialidade, não só ligados às especialidades médicas, área de enfermagem, análises clínicas e meios complementares de diagnóstico, bem como outras valências técnicas dos serviços de saúde.
Assim, temos neste momento nas especialidades médicas a Medicina Geral e Familiar, a Pneumologia, a Pediatria, a Psiquiatria, a Medicina Física e de Reabilitação, a Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética.
Na área de enfermagem todo o tipo de cuidados e ainda o Apoio Domiciliário Geriátrico. Nas análises clínicas, toda a bateria de análises que possa necessitar e num horário diferenciador (com colheitas diárias das 07h às 20h e aos sábados das 07h às 13h). Ao nível dos meios complementares de diagnóstico, todo o tipo de exames imagiológicos como RX, Ecografia, TAC e RMN, realizados ou diretamente na OPFC ou nas instalações do seu parceiro. Nas outras valências técnicas encontramos a Fisioterapia Pélvica e Respiratória, a Nutrição, a Psicologia e a Podologia.
Com as várias equipas multidisciplinares da OPFC encontramos ainda áreas diferenciadoras e que constituem o nosso foco enquanto clínica, tal como a Consulta Multidisciplinar do Sono, a Consulta Antitabágica e a Diabetes e suas complicações. Esta é hoje a realidade clínica da OPFC mas estamos a trabalhar diariamente para que num futuro próximo tenhamos ainda mais valências à disposição dos nossos doentes, mas sempre com abordagens personalizadas, diferenciadoras e inovadoras.

Recentemente apostaram na Consulta Multidisciplinar do Sono. Porque sentiram essa necessidade?
Um dos outros grandes objetivos da OPFC é promover o “turismo de saúde” dado que Portugal dispõe de profissionais com formação e experiência clínica reconhecida pela comunidade científica global. Para tal, é importante focar não só nas áreas onde tenhamos connosco esses profissionais, bem como onde possamos marcar pela diferença por não existirem tantos outros que o possam fazer.
Acreditamos, por isso, que os distúrbios do sono merecem uma maior dedicação dos profissionais de saúde pois, como sabemos, estes podem ter impactos negativos na qualidade de vida de quem deles sofre, podendo mesmo originar o aparecimento de outras doenças associadas.
Assim, reunimos uma equipa multidisciplinar de médicos e criamos uma estrutura moderna e equipada com a tecnologia necessária para o diagnóstico e tratamento de distúrbios do sono como a insónia, a apneia do sono, entre outros, através de uma abordagem completa, tratando todos os componentes envolvidos quando necessário como a otorrinolaringologia, nutrição, fisioterapia, pneumologia, cardiologia, endocrinologia, não esquecendo a psiquiatra, psicologia e a neurologia.
A terapia posicional, a intervenção com próteses de avanço mandibular e cirurgia de obesidade também são opções terapêuticas disponíveis.

Contacts:
Posted by: AdminPEDteste on